sexta-feira, 25 de maio de 2012

Mago do Amor

Seja lá do jeito que for,
acordei: sei que isso é amor...
como uma onda que vem
sem perguntar a ninguém
rompe todas as barreiras
esconde a temperança
ficas sempre na lembrança
tira-me o sossego e não sai de mim.
Ai que medo de te amar tanto assim.

Chegas com esse teu cheiro
que sinto à distância
viro criança..
mago planetário,
me faz deusa do teu cenário
cantas como um canário..

perfeita harmonia do ninho
me perco no teu calor
te acho no teu carinho
me faz feliz com esse amor.

5 comentários:

Luiz Alfredo disse...

Versos perfeitos
pura trova de amor
o amor que é indecisos
impreciso que não condiz
com o poema tão preciso
mas no fim o que vale é o poema.


Luiz Alfredo - poeta

Bruno Gaspari disse...

O amor é isso, essa exaltação,
esse impulso de expor em versos
o que se sente e ir além,
muito além do profundo do mar,
do limite das asas de passarinho,
de um sonho, de um começo de céu!

Bruno Gaspari

Lindo poema!
Me inspirei rs bjs;)

Mercedes G. disse...

Obrigada Luiz Alfredo pelo carinho,
o amor é sempre isso: um eterno mergulhar nos extremos, ousadia de amor e medo da dor.




Bruno Gaspari, você me encanta quando me lê. Obg amigopoeta.

Bicho do Mato disse...

Oi Mercedes, tudo bem? Vim conhecer seu blog, li vários textos e gostei muito. Já estou te seguindo. Voltarei com mais tempo para continuar lende e comentando. Gostaria de convidá-la a visitar meu blog, onde publico minhas poesias, se você gostar, ficarei muito feliz em tê-la como seguidora.
Link: http://blogdobichodomato.blogspot.com.br/
Abraços do amigo Bicho do Mato.

Mercedes G. disse...

Obrigada por sua visita
e comentário Bicho do Mato. Claro que lhe visitarei.

Abraço!