terça-feira, 10 de abril de 2012

Alma de poeta

Quem tu és ??


Passa como o vento
aparece no relento
surge com alma apaixonada
essência perfumada
ama-me e me enganas
sou tudo e não sou nada
sou seu amor, sou sua amada
mas deixa sempre a marca..
de um pobre boêmio poeta
que vive sonhando e sentindo dor
mas continua falando de amor...
pela madrugada...

3 comentários:

Amanda Andrade disse...

Boa noite Mercedes, o poeta em figura nos dá muita inspiração. E seu trabalho com esse tema ficou lindo.

Muitos beijos.

Mercedes G. disse...

Obrigada por sua visita
e comentário. Abraço!

Bruno Gaspari disse...

Perfeita poesia!! Aplausos!
Vou te morder hein!!!! rsrs
Ficou lindo demais! Amei;)
Beijos♥